quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

-

Bell.a


Eu nem sei se tudo isso é certo, exceto.

Nem é você e nem sou eu, somos.

Aureolas um acessório, não vejo santidade vejo pecado.

Descobre o pano da sedução, abre a cortina, esse é o teu palco, assisto.

O meu silencio já se acostumou com o teu barulho, inquieta, faladeira.

Morena do corpo justo, desenhado, que olha através das lentes que ajudam o seu mundo que é roso.

Que canta milagres e encanta o milagre, lindamente.

E tem tantos porquês do sorriso que sai do canto e do nada, um ângulo e vejo tudo misturado, rio.

Eu vejo em ti planetas, estrelas e um desenho animado, meu canal preferido.

Você vai e eu fico. Fica e eu vou.

Porque você é Bell.a

Minha.

Só.


Laydson Sênio, 17 de Fevereiro de 2010.

3 comentários:

  1. eu, eu sou tudo isso ai?
    HAUHAUAHUAHUAHUAHAUHU
    então como sou legal amor.
    muito mesmo.
    te amo.

    ResponderExcluir